Com 2 anos de atraso, liminar proíbe barragens como a de Brumadinho e Mariana

barragens, acabou chegando tarde demais para Brumadinho (MG). A Justiça de Minas Gerais concedeu na terça-feira (29) uma decisão liminar (provisória) que impede o governo de Minas Gerais de conceder novos licenciamentos para operações em barragens que usem o método de "alteamento a montante". Pela decisão, atividades já existentes nesse tipo de estrutura ficam condicionadas a "auditoria técnica extraordinária".Nesse caso, os detritos minerais, rochas e terra escavadas durante a mineração - e descartados por terem baixo valor comercial - são depositados em camadas num vale, formando a barragem. Como os resíduos contêm água, a barragem precisa ser constantemente monitorada e drenada para não ceder.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

WEB RADIO SUPER GOOD © 2018 Todos direitos reservados